Vasodilatador Cerebral Revimax Agener Pet 30 Comprimidos

Cod.
AGE0028-1
Indicações: Tratamento das afecções decorrentes da má circulação periférica e cerebral, melhorando a qualidade de vida do paciente geriátrico. Aumenta o fluxo sanguíneo cerebral e atua diretamente contra o processo neurodegenerativo, melhorando as funções cognitivas e reduzindo as alterações comportamentais do animal senil (Síndrome da Disfunção Cognitiva). Posologia e modo de usar: Dose 3 a 5 mg / kg/ VO/ a cada 12 horas, por 4 a 6 semanas ou a critério do Médico Veterinário. Apresentação : 50 mg - cartuchos contendo 30 comprimidos palatáveis e bissulcados.

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Por: R$ 68,90

Preço a vista: R$ 68,90

1
Comprar

Por: R$ 68,90

Preço a vista: R$ 68,90

Comprar
O Vasodilatador Cerebral Revimax Agener Pet 30 Comprimidos é indicado para o tratamento das afecções decorrentes da má circulação periférica e celebral. Revimax Agener também ajuda a aumentar o fluxo sanguínio celebral, possui efeito broncodilatador, Possui um efeito inotrópico positivo discreto, elevando a força de contração e a frequência cardíacas de forma dose-dependente.

Características

Porte da RaçaRaças Pequenas, Raças Médias, Raças Grandes
TipoOral
IdadeAdulto, Filhote, Sênior

Descrição Complementar

Dicas Pet Luni-Uso oral
-Revimax deve ser administrado uma hora antes da alimentação

Especificações

IndicaçãoVasodilatador Cerebral e Periférico
MarcaAgener
LinhaRevimax
RaçaTodas
IdadeTodas
ComposiçãoCada comprimido contém: Propentofilina 50 mg, Excipiente q.s.p. 209 mg
Observações-O medicamento é contraindicado a pacientes com hipersensibilidade conhecida à propentofilina, a outras metilxantinas ou a qualquer outro componente da fórmula.
-O produto não deve ser utilizado em animais com insuficiência cardíaca grave (classes III e IV). O produto é contraindicado para o tratamento de arritmias graves e de arteriosclerose coronariana avançada.
-O produto não é recomendado a pacientes com hipertensão intracraniana acentuada (decorrente de alterações estruturais como anormalidades congênitas ou neoplasias, por exemplo) ou com hemorragias intracerebrais agudas (traumas e acidentes vasculares cerebrais).
-A terapia deverá ser descontinuada se sinais de hemorragia surgirem. O medicamento é contraindicado em caso de diátese hemorrágica de qualquer origem.
-A dose do medicamento deve ser reduzida em casos de insuficiência renal. Pacientes com doenças hepáticas e renais graves deverão ser particularmente monitorados.
Voltar ao topo